quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Que haja amor

Vida louca, vida breve... Já que eu não posso te levar, quero que você me leve. (Cazuza)


A vida é estranha, ou será que somos nós os estranhos na vida? Errando, errando e buscando coisas que nem sabemos o que é. Como se houvesse uma necessidade de não estar parado, e às vezes por esse motivo procurando nos encontrar, caminhamos até nos perder. Autoconhecimento é algo que eu não quero ter nunca, - me enlouqueceria - já me basta saber que estou aqui, que vivo e amo. Me satisfaz saber que o amor cabe em tudo, em tudo que sou, pois ao contrário de mim o amor nunca morre.

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

O Poeta


Vem cá que tá me dando uma vontade de chorar. Não faz assim, não vá pra lá, meu coração vai se entregar à tempestade. (Marcelo Camelo)


Eu que sempre fui o avesso de tudo

Eu que sempre fui uma parte do nada

Eu que por tanto tempo evitei o mundo

Eu que sempre me escondi nas palavras

-

Um acaso do coração, ou descaso da solidão?

Que mesmo amando tanto, sabe o que é não ter

E no paralelo de dois mundos há paixão

Na ausência de mim, existe um completo você

-

Se eu falar do sol e das estrelas

Que astro aos seus olhos poderia comparar?

Que mesmo tão distante brilhantes

Ainda assim, minha vida vem iluminar.

-

Quisera eu um dia ser palavra

E por suas mãos e coração virar poesia

Ser tragada inteira de corpo e alma

Beijar seus lábios, e ser rima em tua língua.

-

Faz-se em devaneios e delírios

É assim o poeta do meu coração

Loucuras, desejos e suspiros

Invada-me, feito poesia e canção

-

Eu trocaria tudo, trocaria o mundo

Só para por um minuto ter você aqui

Transpor-te das minhas poesias

E ao lado do poeta poder dormir

-

Os sonhos são vestígios de saudade

É preciso amor para costurar a solidão dos dias?

Para sucumbir com glória a infelicidade

Quem além do poeta para curar a minha vida?


PS: Para o grande Poeta.

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Até um dia, meu melhor amor

"Sem pena, sem dor, sem lágrimas. O final é apenas o começo de uma nova jornada."

Talvez aquele seja o último abraço, o ultimo olhar, o ultimo sorriso. Enquanto você existe as pessoas sempre se lembram do primeiro encontro com você, a primeira impressão que tiveram, mas quando você vai embora é o último olhar, a ultima conversa, o ultimo beijo que vai perpetuar em suas lembranças.

Talvez eu nunca mais te encontre, talvez eu esteja condenada a lembrar daquele seu ultimo olhar meio que ao acaso. Talvez não exista nenhum beijo seu para que eu possa lembrar e revive-lo na minha memória. Talvez aquele momento tenha sido a unica oportunidade que eu tive de estar com você. Eu deveria ter ditado meus pensamentos, deveria ter te abraçado tão forte a ponto de faltar o ar, eu deveria ter te convidado pra passar o resto da sua vida ao meu lado, eu deveria ter dito: Ei cara, você é o amor da minha vida e eu não posso te perder!

Eu vivi alguns anos, conheci algumas pessoas, e nos meus acréscimos finais você é a unica coisa que eu consigo pensar: o ultimo sorriso, o ultimo abraço, o ultimo olhar que o acaso me deu. Falta muito pouco para encontrar o desconhecido, ou somente dormir, e eu me pergunto: Porque eu não passei a minha vida com você? Talvez eu não estivesse agora nos acréscimos finais. Talvez tivéssemos nos mudado pra África, viajado do Aipó ao Chui. Talvez tivéssemos nos casado e tivéssemos lindos filhos. Talvez eu tivesse mais sessenta anos pra viver contigo, ao invés que somente algumas lembranças sua.

A gente passa a vida inteira procurando respostas para tudo, procurando felicidade, um amor de verdade, a solução para a humanidade, e quando a gente encontra vem a vida e diz: Pra que tudo isso boba, bastava você ter amado! Na maioria dos casos é tarde de mais e não há mais tempo para consertar as falhas, remendar os acasos e buscar os melhores momentos que às vezes deixamos de lado achando que fosse haver mais oportunidades.

Talvez de nada nessa vida eu tenha dado o meu melhor, mas é tarde, o sono já vem vindo. Eu não dei o meu melhor sorriso, eu não dei o meu mais forte abraço e nem o meu olhar foi capaz de te convencer a ficar por um mês, ou até mesmo só alguns dias, era só o que eu precisava, porque eu encontrei nos meus últimos dias de vida o que eu procurei a vida toda.

Até um dia, meu melhor amor...

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Sempre foi você


Eu sei que sempre foi você, desde o primeiro olhar.

Há quantas vidas eu te procurei?
Quantas bocas, nessa busca eu já beijei?
Em tantas outras existências,
Meu coração já se confundiu com o teu
E bateram juntos no mesmo peito,
O seu e o meu.

Eu sou minha e de mais ninguém.


O que importa da vida não é o quanto dura, e sim a intensidade em que se vive. (C. Prates)


Eu sei que dessa vez não estou errada, não totalmente, mas no fundo, quem é mesmo o cara que diz o que é certo ou errado? As pessoas à minha volta adoram dizer o que fazer, com quem andar, o que comer, o que usar e até mesmo quando dar. Odeio isso! As pessoas são diferentes, têm gostos diferentes, pensam diferentes, são culturas diferentes, não é possível que a definição do que é “certo” sirva para todos.

Eu odeio algumas regras. Ninguém perguntou pra mim se estava bom quando as criaram ou quando definiram como ia ser o “sistema”, ou seja, quem disse que isso é bom pra todos? Quem disse que eu tenho que casar virgem? (Foi o meu pai, mas isso não vem ao caso). Quem disse que eu tenho que ir às missas no domingo? (Minha mãe). Quem disse que eu tenho que usar saia longa, deixar os cabelos crescerem e jamais usar maquiagem? (Isso ai já foi um Namorado evangélico que eu arranjei. Hoje ele é ex. Porque será?...) Mas enfim, eu não acredito na “Santa igreja Católica” (Trecho da oração do credo). Usar saia não vai salvar minha alma. Eu acredito em Deus, e creio que ele exista nas pessoas e não nas coisas, portanto o que você faz dentro de uma igreja não importa, o importante é o que você faz fora da igreja, como você age com o próximo. Casar virgem não muda nada, acho impossível encontrar um marido virgem. Então corta essa de virgindade.

Eu quero ser livre: Amar, viver, aprender, crescer, me divertir. Algumas pessoas dizem que eu sou inconseqüente com esses pensamentos, mas eu tenho a convicção de muitas conseqüências é o que eu vou ter se eu viver a vidinha que querem pra mim. Eu posso ter muita dúvida sobre o mundo e sobre mim mesma, mas o mínimo eu já sei é que eu quero fazer bem ao mundo e principalmente a mim. Eu não quero me arrepender do que eu não fiz.

Eu não sou igual a todo mundo, e isso nem foi uma opção, eu sou assim. Acho que seria mais fácil se eu fosse um ser alienado e bem acomodado com a política e a religião que diz como uma pessoa tem que agir e pensar. Seria mais simples andar na direção da multidão, ao invés de querer ir contra ela, mas eu não sei trair meus ideais.

Eu nasci em 92 e amo Chico Buarque, Elvis, Queen... Eu não sou lésbica só porque ando com lésbicas e gays. EU SOU HETEROSSEXUAL PORRA! Eu não sou Nerd porque odeio programas idiotas de Televisão como GossipGirl, Pânico na Tv, A fazenda. Eu não uso drogas só porque tenho uma pulseira do Reggae no Pulso. Eu não gostei de você só porque fui simpática (Isso acontece naturalmente está no sangue). Quem disse que eu tenho que me prender a uma pessoa e em um lugar, se o mundo é grande e o coração é maior ainda? Quem disse que eu preciso agradar você?

O certo é junção do que faz bem ao individuo e ao mesmo tempo em equilíbrio no que faz bem ao mundo e as criaturas que neles vivem. Sendo assim não me mande ir à missa, não me peça pra usar saia longa, não me diga quem eu devo namorar, nem com quem andar, porque nada disso me faz bem.

Sabe Mundo, eu sou livre enquanto a vida permitir, então enfie as suas regras no C* que eu vou ser eu!